Últimas Novidades

07/02/2014 01:14:24
Maricultores da Ilha serão capacitados na França
Convênio entre a Prefeitura, através do IGEOF, e o Liceu do Mar, do Litoral de Bourcefranc-le-Chapus
Fonte da imagem: Martinho Ghizzo/PMF

O prefeito de Cesar Souza Júnior assinou nesta quinta-feira (6) à tarde um convênio entre a Prefeitura, através do Instituto de Geração de Oportunidades de Florianópolis (IGEOF), e o Liceu do Mar e do Litoral, da comuna francesa Bourcefranc-le-Chapus, do Departamento de Charente-Maritime, que garante capacitação a maricultores do Norte e do Sul da Ilha de Santa Catarina através de estágio técnico de produção de maricultura em Bourcefranc, o coração da zona ostreícola de Charente-Maritime.

Neste sentido, será lançado no início de março um edital para seleção dos maricultores interessados em fazer o estágio. “Devem viver da atividade, comprovar tempo de atuação e ter registro (de produtor). Quem preencher estes requisitos, está habilitado. Daí pra frente, sorteia”, orientou o prefeito, haja vista que, num primeiro momento, serão beneficiados 12 maricultores locais. Ao todo, Florianópolis possui 212 produtores de ostras, que vivem exclusivamente da atividade.

A Prefeitura vai arcar com as passagens aéreas e com o custo de um curso de francês de 120 horas que os selecionados deverão fazer antes de viajar. Já ao Liceu do Mar e do Litoral caberá a hospedagem, alimentação, translados e 30 dias de estágio na produção. “Queremos classificar aqueles que vivem da maricultura e que fizeram dela a sua fonte de renda”, reforça o superintendente do IGEOF, Everson Mendes. 
 
Segundo Mendes, a previsão é a de que o estágio em Bourcefranc comece ainda em março, e que, logo após o retorno dos maricultores de Florianópolis para casa, 12 maricultores franceses também venham à cidade conhecer a realidade local e compartilhar conhecimentos. O estágio deles encerrará o curso superior em maricultura que fazem no Liceu do Mar e do Litoral. 

Em Florianópolis, ainda será criado um grupo de trabalho para que o pessoal capacitado na França repasse conhecimento adquirido.

Modelo

O convênio assinado nesta quinta-feira, que tem vigência de quatro anos, foi viabilizado pela ida do prefeito à França em setembro do ano passado. O interesse nesta cooperação técnico-científica com a França leva em conta o fato de o país ser o maior produtor de ostra da Europa, com 140 mil toneladas por ano, sendo que Charante-Maritime destaca-se como o primeiro produtor francês, com 70 mil toneladas ao ano. Já Florianópolis produziu, no ano de 2013, aproximadamente quatro mil toneladas de ostras.
Fonte do texto: SEC - Comunicação

Autor:
Clima
Ondas

Bela Floripa © 2013 - Todos os direitos reservados