Últimas Novidades

04/08/2015 22:47:51
Manezinhos são eternizados no novo Mercado Público
Familiares de João Soares de Melo, Luiz Henrique Rosa e Aldírio Simões recebem homenagem
Fonte da imagem: SECOM / PMF
A Prefeitura de Florianópolis se prepara para a reabertura da Ala Sul do Mercado Público nesta quarta-feira, 5. A festa, além de contar com diversos shows e apresentações culturais, também irá homenagear grandes nomes da cultura da Capital em uma solenidade, às 16h30?. João Soares de Melo, Luiz Henrique Rosa e Aldírio Simões: Manezinhos de coração e alma que foram eternizados dando nome aos espaços do Mercado Público.

O Mercado Público Aldírio Simões leva o nome do jornalista considerado o “manezinho maior” de Florianópolis, desde abril de 2006. O comunicador foi o idealizador do Troféu Manezinho da Ilha e atuou de forma significativa para defender a cultura da Capital. À frente da Fundação Franklin Cascaes e da Fundação Catarinense de Cultura, Aldírio desenvolveu diversas atividades artísticas, folclóricas e carnavalescas da cidade.

Segundo sua ex-esposa Maristela de Figueredo, com quem se relacionou durante 25 anos e teve dois filhos, Aldírio tinha uma ligação profunda com o Mercado Publico. Reunia-se com os amigos para bater papo, ver a vida passar, contar “causos” e buscar inspiração para os três livros que escreveu: Domingueiras, Retratos à Luz da Pomboca e Pirão nosso de cada dia.

Maristela conta que diversas edições do Troféu Manezinho da Ilha aconteceram no Mercado Público. “O Aldírio amava Florianópolis e amava aquele lugar. Ele costumava dizer que ser manezinho é um estado de espírito. E ele viveu esse estado desde pequeno, quando passeava com o pai pelo Mercado e conhecia todos os que passavam por ali e os donos de todos os boxes, desde os mais velhos até os mais novos. Inclusive o troféu era uma réplica do Mercado Público”, disse.

Espaço Cultural Luiz Henrique Rosa

Palco de diversas apresentações culturais, rodas de samba e reuniões de amigos, o vão central do Mercado Público homenageia o catarinense Luiz Henrique Rosa. Nascido em Tubarão, mas com a família em Florianópolis, veio para a Ilha aos 11 anos e designou-se “manezinho com orgulho”. O músico conquistou o Brasil e foi reconhecido também internacionalmente. Gravou sucessos ao lado do manezinho Cláudio Alvim Barbosa, o Zininho, apresentou-se com Elis Regina, esteve ao lado de João Gilberto e teve seu trabalho reconhecido por Vinícius de Moraes. O sucesso internacional aconteceu em Nova York, ao lado de Paul Winter, Bob Hecker, Billy Butterfield, Oscar Brown Jr., Nancy Wilson e Liza Minelli. Gravou sete discos e firmou seu nome no cenário norte-americano.

Segundo Raulino Rosa, filho do músico, em 1971 Luiz Henrique voltou à sua amada Ilha para reunir os músicos da Capital. “Ele preocupou-se em mostrar o valor e o potencial da música de Florianópolis e incentivou os músicos da Capital a comporem. Além disso, em época de bailes e discotecas, introduziu a música ao vivo na Ilha”, disse.

Entre os materiais de arquivo da vida de Luiz Henrique, Raulino conta que um vídeo mostra seu pai em frente ao Mercado Público, reunido com os amigos. “Tive pouca convivência com meu pai, quando ele faleceu eu tinha apenas 4 anos, mas percebo nesses materiais que locais como o Mercado Público faziam parte do cotidiano dele. Meu pai tinha Florianópolis no coração”, afirmou.

Largo João Soares de Melo

Espaço de confraternizações e reuniões de amigos e turistas, o calçadão em frente à Ala Sul homenageia o manezinho João Soares de Melo, que se consolidou como um dos maiores líderes do mercado de embalagens da América Latina. Dono da Royal Pack, seu boxe era um dos mais conhecidos do Mercado Público e por quatro anos consecutivos liderou o mercado nacional no seu ramo. Com seu jeito alegre, humilde e fraterno, João conquistou o coração da cidade.?
Fonte do texto: PMF

Autor: SEC - Eventos
Clima
Ondas

Bela Floripa © 2013 - Todos os direitos reservados