Últimas Novidades

14/07/2015 21:49:09
Relógio histórico do Mercado volta a funcionar
A relíquia doada em 1975 ficou parada por quatro anos
Fonte da imagem: Petra Mafalda/PMF
Relíquia doada há 41 anos, o relógio do vão central do Mercado Público voltou a funcionar depois de quatro anos parado. Com a revitalização completa do local, a Prefeitura se preocupou em valorizar cada detalhe do mercado.

Ele não representa apenas mais um relógio funcionando no Centro, mas sim é um dos únicos três exemplares existentes no mundo. A peça histórica é uma relíquia trazida para a cidade em 1911, quando a empresa inglesa de comunicação Western Telegraph Company Limited – chamada por todos simplesmente de “cabo submarino” – instalou-se na cidade. Ele foi doado para o Município quando a companhia fechou as portas, em 1975.

“Foi um relógio importante para a cidade. Era o único acertado pelo Meridiano de Greenwich, e a população baseava-se em seu horário justamente pela pontualidade”, disse Sandro Antônio Carlotto, o relojoeiro que está cuidando da restauração e da manutenção do relógio.

A história do relógio

O relógio pertencia à companhia Western Telegraph Company Limited, situada antigamente na rua João Pinto, no centro da cidade. A empresa era mais conhecida como Cabo Submarino, por ser responsável pela interceptação e envio de informações do Brasil para o mundo, através de cabos de comunicação que corriam as profundezas do mar.

A peça foi fabricada na cidade de Croydon, na Inglaterra, e sua qualidade de fabricação pode ser comparada à do Big Ben, o famoso relógio britânico instalado em Londres. “Existem apenas três relógios desse modelo no mundo: dois foram enviados ao Brasil, para as cidades do Rio de janeiro e Florianópolis, e o terceiro está em Buenos Aires, na Argentina”, informou Carlotto.
Fonte do texto: PMF

Autor: SEC - Patrimônio
Clima
Ondas

Bela Floripa © 2013 - Todos os direitos reservados