Últimas Novidades

06/06/2014 21:52:05
Florianópolis sedia concurso internacional de destilados até domingo
Concours Mondial Spirits ion começa nesta sexta-feira
Fonte da imagem: Emílio Pedroso / Agencia RBS
Cachaças, runs, uísques, conhaques, vodca, brandies, piscos e grappas serão avaliados de sexta a domingo em Florianópolis. A avaliação faz parte da 15ª edição do Concours Mondial Spiritis ion e ocorre no Costão do Santinho. 

É a primeira vez que a competição ocorre no Brasil e em um país da América Latina. O evento é organizado pelo Concours Mondial de Bruxelles. Ao todo serão avaliadas 720 amostras das bebidas, 205 a mais do que em 2013. As bebidas vem da Alemanha, da Bélgica, do Chile, da China, da Espanha, da França, da Inglaterra, da Itália, da Martinica, do México, do Peru, de Portugal, da República Dominicana e de Taiwan. 

Do Brasil, vem 238 amostras, sedo 220 de cachaça e 18 entre grappa e vodca. As amostras brasileiras vem de Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Perambuco, São Paulo, Goiás, Maranhão, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro. As amostras serão avaliadas por 55 especialistas em bebidas espirituosas — como elas são classificadas. 

O júri é composto por 20 brasileiros e 35 integrantes da Alemanha, Bélgica, China, Coréia do Sul, França, Holanda, Itália, Peru, Reino Unido e Taiwan. As avaliações são feitas às cegas - os avaliadores não sabem qual produto estão degustando. 

Os produtos são premiados com três tipos de medalhas: a Silver Medal, atribuída ao espírito sem falhas, que exibe características claras de qualidade e equilíbrio definitivo; a Gold Medal, para o destilado que se destaca pela qualidade intrínseca e apresenta uma impressão acima da média de equilíbrio e expressão; e a Grand Gold Medal, só concedida aos espíritos notáveis, que se destacam em todos os níveis e para todos os critérios de degustação. 

A cachaça é uma das apostas do Brasil para o evento. Em 2013, na edição do concurso em Taiwan, a Cachaça da Quinta, do Rio de Janeiro, recebeu a Gran Gold Medal. A credibilidade da medalha rendeu aumento de 20% nas vendas dessa cachaça, grande visibilidade nacional e internacional e, por consequência, ainda possibilitou fazer investimento em canaviais e aumentar a produção. O evento tem parceria com a APEX-Brasil, IBRAC e SEBRAE. 

De acordo com dados do IBRAC as exportações de Cachaça em 2013 (em volume) totalizaram apenas 9,27 milhões de litros - cerca de 1% do que é produzido. A capacidade instalada de produção é estimada hoje em 1,2 bilhões de litros ao ano, porém a produção anual é de 800 milhões de litros. 

A cachaça é uma Indicação Geográfica do Brasil instituída pelo Decreto brasileiro Nº 4.062 de 2001, elaborado com base no Acordo TRIPS/OMC (Acordo sobre Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio, no âmbito da Organização Mundial do Comércio).
Fonte do texto: ClicRBS

Autor: Hora de SC
Clima
Ondas

Bela Floripa © 2013 - Todos os direitos reservados