Últimas Novidades

08/04/2014 00:30:00
Turistas de Florianópolis tiveram maior gasto médio na temporada de verão em Santa Catarina
Visitantes gastaram R$ 326,75 na Capital enquanto a média estadual foi de R$ 281,57
Fonte da imagem: Charles Guerra / Agencia RBS

O gasto médio do turista em Florianópolis, durante a temporada de verão, foi de R$ 326,75, o maior desembolso do consumidor, no período, em Santa Catarina. A média estadual ficou em R$ 281,57. Os dados são da Pesquisa Fecomércio de Turismo - Verão em Santa Catarina 2014.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio SC) mapeou as características do turista entre os dias 3 de janeiro e 15 de fevereiro e, nos dias 20 e 21 de fevereiro, o impacto econômico para o empresário do setor. O levantamento foi feito nas cidades de Florianópolis, Balneário Camboriú, São Francisco do Sul, Barra Velha e Imbituba.

Balneário Camboriú ficou com a segunda colocação em gasto médio, com R$ 309,56, seguida de Imbituba, com R$ 183,59. A cidade com menor gasto médio foi Barra Velha, onde os consumidores gastaram cerca de R$ 102,21.

Em um total geral de gastos, os turistas desembolsaram cerca de R$ 2.101,52 para passar a temporada em Santa Catarina, sendo que R$ 1.699,75 foram destinados para o pagamento de pacotes turísticos.

Contratações

No mercado de trabalho, a contratação de novos funcionários atingiu a média estadual de 7 pessoas por empresa. A cidade com maior número de contratações foi a Capital, com 9,4 pessoas, seguida de Balneário Camboriú, com 7 novos colaboradores por empresa, e São Francisco do Sul, com 4,8.

Perfil do turista

Nesta temporada, no litoral de Santa Catarina, predominaram turistas de 31 a 50 anos, assalariados e autônomos, sendo 43,9% de homens e 56,1% de mulheres. A renda familiar dos visitantes está concentrada entre R$ 1.418,00 e R$ 6.109,00, com 57% de turistas da classe C.

O tempo de estada, em média, durou 10,3 dias. A permanência mais prolongada foi em Florianópolis, com média de 12,1 dias, seguida de Balneário Camboriú, com 11,3 dias.

Comércio positivo

O movimento no comércio foi considerado bom pelos empresários catarinenses (40%), com destaque para Florianópolis, onde a avaliação foi mais positiva, com 43%.

A forma de pagamento mais utilizada em todas as regiões foi o cartão de crédito ou à vista, sendo a cidade de Imbituba com a maior porcentagem (63%). Em Balneário Camboriú e Florianópolis, os turistas utilizaram mais o cartão de crédito parcelado, com 35% e 34%, respectivamente, de pessoas declarando esta forma de pagamento.

No faturamento, cada região apresentou um comportamento diferente. Balneário Camboriú teve a melhor percepção, com aumento do faturamento em relação ao Verão de 2013 de 9,3% e de 23,1% em relação ao mês anterior. A média das cidades pesquisadas ficou em 2,2%. A única que teve queda foi São Francisco do Sul, com -0,5%.

Infraestrutura viária agradou

Na avaliação geral do turista que visitou Santa Catarina, a infraestrutura viária foi o quesito que mais agradou (72%). A receptividade dos moradores, a gastronomia e a oferta de salva-vidas nas praias também foram avaliadas como boas, com 69% e 68%, respectivamente.

Também na lista positiva estão a avaliação do comércio, bares e restaurantes, opções de lazer e segurança pública.

Em Florianópolis, entre os pontos positivos mais citados estão a infraestrutura viária (62%) e a receptividade dos moradores (60%). Já a oferta de salva-vidas nas praias foi avaliada como péssima por 4% dos entrevistados.

No Litoral Norte, a infraestrutura viária (entre 62% e 87%) também esteve entre os pontos positivos da região, seguida da receptividade dos moradores, gastronomia e salva-vidas nas praias.

Fonte do texto: DC / Economia

Autor:
Clima
Ondas

Bela Floripa © 2013 - Todos os direitos reservados