Últimas Novidades

22/06/2015 18:42:41
Florianópolis lança seu plano de ação sustentável
Plano é inédito na região Sul; no país é, o terceiro neste segmento
Fonte da imagem: Mauro Vaz/PMF

Primeira capital do Sul do país a merecer a atenção do programa Iniciativa Cidades Emergentes e Sustentáveis (ICES), desenvolvido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pela Caixa Econômica Federal (CEF), a Prefeitura de Florianópolis lança nesta quarta-feira (24) o Plano de Ação Florianópolis Sustentável 2015.

Trata-se de uma radiografia inédita que mostra, depois de dois anos de estudos, onde a cidade está bem e em quais pontos ela precisa de mudanças.

O estudo traça um diagnóstico em áreas essenciais para o desenvolvimento de médio e longo prazo da cidade, assim como um plano de ações integradas com metas e indicadores.

De acordo com a iniciativa, as cidades são selecionadas com critérios que levam em conta o crescimento econômico acima da média nacional, população entre 100 mil e 2 milhões de habitantes, além de outros pontos relacionados à qualidade de vida e ao potencial de integração regional. Florianópolis é a terceira capital do país a lançar esse tipo de estudo: as primeiras foram Vitória (ES) e João Pessoa (PB).

Para o prefeito Cesar Souza Junior, a escolha da Capital para integrar a plataforma de Cidades Emergentes Sustentáveis é mais uma vitória de Florianópolis: “ Os anseios da nossa cidade passam pelo crescimento sustentável. É de extrema importância que tenhamos em mãos subsídios para preservar suas maiores riquezas, como a cultura açoriana, e as belezas naturais, sem que se percam as características que identificam os moradores”, disse.

Escudo de proteção

O estudo é entregue à cidade como um antídoto contra a degradação do município. A metodologia parte da elaboração de um diagnóstico de 121 indicadores agrupados em 23 temas e divididos em três grandes dimensões de sustentabilidade.

Em Florianópolis, sete áreas temáticas foram identificadas como críticas a partir da metodologia do estudo: mobilidade urbana, gestão integrada do saneamento básico, uso do solo e ordenamento territorial, vulnerabilidade a desastres naturais/mudanças climáticas e gestão pública moderna.

A presidente da Caixa, Miriam Belchior, enfatiza onde o plano pode ser utilizado: “Com os dados pesquisados, além de atacar os problemas urbanos mais urgentes, a Caixa viabiliza recursos técnicos e financeiros para apoiar municípios na elaboração de Planos de Ação Sustentáveis Locais”, informou.

Para Daniela Carrera, representante do BID, com o estudo Florianópolis passa a representar a região Sul como Cidade Emergente Sustentável. “Florianópolis é a terceira cidade a lançar seu Plano de Ação. Esperamos que o governo e a sociedade de Florianópolis se apropriem deste trabalho exitoso e busquem, juntos, concretizar as ações previstas”, frisou.

LANÇAMENTO PLANO DE AÇÃO FLORIANÓPOLIS SUSTENTÁVEL

ONDE: Auditório da Assembleia Legislativa de SC
QUANDO: quarta-feira (24), às 10h
RESULTADOS: serão divulgados em apresentação, no local

Fonte do texto: PMF

Autor: SEC - Comunicação
Clima
Ondas

Bela Floripa © 2013 - Todos os direitos reservados