Últimas Novidades

25/05/2014 16:05:17
CEF libera R$ 162 milhões para obras de mobilidade
Requalificação da Antônio Edu Vieira, anel viário e teleférico estão no pacote
Fonte da imagem: Petra Mafalda/PMF

“Nos últimos dez anos, o transporte público perdeu um milhão de passageiros por ano. Ao mesmo tempo, houve um aumento de 40% em nossa frota de veículos. Enquanto cem mil novos veículos eram postos nas ruas, um milhão de pessoas deixava de usar o transporte público. O resultado é esse que a gente vê nas ruas.”

Nas palavras do prefeito Cesar Souza Júnior, proferidas durante a assinatura do contrato de financiamento do anel viário que prioriza o transporte coletivo e do sistema de teleférico que vai ligar o Centro à Trindade, a certeza de que o problema da mobilidade em Florianópolis só se resolve se o incentivo ao transporte individual for colocado em segundo plano.

“Esta é a primeira grande intervenção, na cidade, pensada para o transporte do trabalhador. Se continuássemos fazendo a mesma coisa de sempre, se continuássemos fazendo obras pensando no transporte individual, teríamos o sucateamento do transporte coletivo, mais filas, mais caos”, acrescentou o prefeito.

O contrato de financiamento assinado na manhã desta sexta-feira com a Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 162,3 milhões – com a contrapartida de R$ 8,1 milhões por parte da Prefeitura – engloba a requalificação da rua Deputado Antônio Edu Vieira, no Pantanal, a elaboração do projeto e execução do anel viário que vai ligar esta via ao Terminal de Integração do Centro (TICEN), passando pela Beira-Mar Norte, e o projeto e execução do sistema de teleférico, que vai ligar as proximidades do Ticen à região da UFSC, com uma estação intermediária no alto do Maciço do Morro da Cruz.
 
A ministra Ideli Salvatti, da Secretaria de Direitos Humanos – que representou o Ministério das Cidades no ato de assinatura do contrato – elogiou a iniciativa da construção do teleférico. Disse que conheceu o sistema semelhante existente no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, e enalteceu sua utilidade para os moradores do morro e como atrativo turístico. “A diferença é que no Complexo do Alemão eles não têm esta vista maravilhosa que nós temos aqui”, disse. 

“Hoje, é um dia histórico na cidade para a mobilidade urbana”, frisou Cesar Souza Júnior. “Por isso, quero agradecer ao apoio da Caixa, da presidenta Dilma, à parceria com o governador Raimundo Colombo e à Câmara de Vereadores, por aprovar diversos projetos relacionados”, completou.

Anel viário e teleférico

O anel viário, em sua primeira fase, corresponde a um corredor com duas faixas para transporte público coletivo, que vai da saída da rua Deputado Antônio Edu Vieira, na altura da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ao Terminal de Integração do Centro (TICEN), passando pela Beira-mar Norte. O fechamento completo do anel ficará para um segundo momento, ligando o Saco dos Limões ao Centro e fechando a volta completa ao Maciço do Morro da Cruz.

O financiamento assinado nesta sexta-feira inclui a aquisição de nova Central de Controle de Tráfego, que dará preferência ao transporte coletivo. Já o teleférico faz parte de um plano integrado de mobilidade urbana, uma vez que o usuário poderá associá-lo ao transporte público coletivo. O teleférico terá uma extensão total de 3 km.  O tempo de trajeto calculado é de 12 minutos. Sendo assim, a população do Maciço do Morro da Cruz será beneficiada com deslocamento rápido e seguro.

“Vai ser bom para quem mora no Maciço. Vai ser bom para o transporte da cidade toda. E vai ser um belo atrativo turístico”, ponderou o prefeito.
Fonte do texto: PMF

Autor: SEC - Obras
Clima
Ondas

Bela Floripa © 2013 - Todos os direitos reservados