Últimas Novidades

27/06/2014 00:56:00
Prefeitura e Sebrae/SC se unem em prol do turismo
Investimento de R$ 2,8 milhões será usado na promoção do turismo o ano inteiro
Fonte da imagem: Petra Mafalda/PMF

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Turismo, lançou nesta manhã (26), o projeto ‘Floripa Pró-Turismo’ e o estudo da ‘Marca Turística de Florianópolis’, ambos realizados em parcerias, que buscam fortalecer e impulsionar o setor turístico na cidade.

Em relação ao projeto, o estudo de competitividade do turismo demonstra a necessidade de os municípios terem números do setor, estratégia e foco comercial, inovação na gestão e nos serviços, monitoramento de destinos concorrentes, capacitação, formalização e organização do receptivo.

Diante disso, e atendendo ao Plano Municipal de Turismo e a uma reivindicação histórica do trade turístico, foi lançado em parceria com o Sebrae/SC o projeto ‘Floripa Pró-Turismo’. Com um investimento de R$2,8 milhões, o objetivo é atender mais de cinco mil micro e pequenas empresas que trabalham diretamente com o turismo na região da Grande Florianópolis.

“É fundamental planejar o turismo de maneira profissional, e fazendo pela primeira vez o que será feito aqui, com tantos órgãos  competentes, com a qualificação na prestação de serviços para que possamos nos tornar, por meio deste conjunto de melhorias, um destino profissional. É um momento em que estamos levando o turismo de Florianópolis a sério, com a parceria e a confiança de todos”, disse o prefeito Cesar Souza Júnior.

Para os próximos dois anos, foram criadas ações que trabalham eixos sujeitos a sazonalidade, como a gastronomia, histórico-cultural, náutico e o turismo de negócios e eventos.

“Imaginamos que este projeto seja um grande marco para o turismo em Florianópolis. As ações são tanto estruturantes quanto de resultados imediatos, além de fazer com que o turismo de Florianópolis esteja em um novo patamar. Com o projeto, teremos números, planejamento para orientação da gestão comercial do turismo e o produto organizado com agências de receptivo local, preparadas para bem receber os turistas.”, avaliou a secretária de Turismo, Maria Cláudia Evangelista.

O projeto ‘Floripa Pró-Turismo’ envolve ações de curto, médio e longo prazo, as principais são:

- Criação do ‘Observatório do Turismo’, que consiste em um centro de monitoramento que reunirá as pesquisas de demanda, oferta, preços, além de saber onde e quanto os turistas gastam e o perfil do visitante; apenas desta forma é possível planejar a promoção do destino e ainda permitir que micro e pequenas empresas direcionem seus recursos para profissionalizar a gestão e aprimorar produtos e serviços.

- Elaboração do ‘Inventário Turístico’, essencial para conhecer o potencial da cidade por meio do levantamento de todos os serviços, atrativos, equipamentos turísticos e ainda outros dados que viabilizem a atividade turística; o inventário é o verdadeiro mapa do turismo na cidade.

- Elaboração do ‘Plano de Marketing’, fundamental para focar a gestão das ações comerciais; saber como posicionar a imagem da cidade, o que vender e quando vender; sabendo o período que determinado público visita a cidade, é possível focar o tipo de serviço que será oferecido.

- ‘Organização do Receptivo’: com a orientação do plano de marketing (como, quando e onde vender o destino), é fundamental que a cidade esteja preparada pra receber os visitantes; dessa forma, o projeto prevê a organização do receptivo, a ação objetiva incentivar a criação de roteiros e passeios alternativos, com periodicidade de saída e regularização de preços com os praticados no mercado.

- ‘Benchmarking’, que permite conhecer o trabalho dos concorrentes com um estudo detalhado e com isso torna possível adotar boas práticas que já ocorrem no mundo.

‘Incentivo a Inovação do Turismo’: É preciso trabalhar a inovação na prestação dos serviços e na gestão do turismo. A intenção é preparar as empresas para que já tenham planejamento para as mudanças que vão ocorrer no mercado e buscar novas soluções para reduzir custos e atrair turistas. Cada vez mais o lazer, o entretenimento e o turismo estão ligados a novas tecnologias, não só para oferecer serviços, mas também na gestão.

- ‘Promoção do Turismo’: levar ao conhecimento do mundo os produtos que Florianópolis reúne, com a participação em feiras e elaboração de material promocional.

O projeto tem o prazo de execução de julho de 2014 a dezembro de 2016 e espera posicionar Florianópolis como destino de excelência, conciliando bons produtos com boas experiências.

“Com a execução desse projeto vamos dar um grande passo no fortalecimento e crescimento do turismo de Florianópolis. O Sebrae/SC irá participar ativamente, garantindo o aperfeiçoamento da gestão e tornando o setor cada vez mais competitivo”, afirmou o coordenador da Regional da Grande Florianópolis, Wilson Sanches Rodrigues.

Marca Turística de Florianópolis

O que você lembra quando pensa em Florianópolis, ou você prefere Floripa? O que simboliza a cidade? Praia, sol, mar, belezas naturais, monumentos históricos? Em busca dessas respostas, a Secretaria de Turismo de Florianópolis, em parceria com a Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), Santa Catarina Turismo S/A (Santur) e com o Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional (LOGO) da UFSC, lançou nesta quinta-feira o estudo do projeto Marca Turística de Florianópolis.

O desenvolvimento da marca tem o propósito de legitimar aquilo que já é atribuído à cidade, além de acrescentar valores que possam estar presentes no pensamento dos cidadãos.

“Consideramos a marca tão importante para a cidade que não pode ser definida entre quatro paredes por uma única empresa. Isso faz parte de um processo de conquista, de diálogo, para que todo florianopolitano e trade turístico se sinta parte desta marca. Florianópolis precisa de uma que nos identifique”, disse o prefeito Cesar Souza Júnior.

O projeto conta com a participação efetiva da população para a escolha da autêntica marca da cidade, em um processo dividido em quatro fases: etapa think (pesquisa e entrevistas preliminares); eventos criativos (com evolvidos no processo, imprensa, empresários, moradores, entre outros); etapa experience (identidade visual, validação e propósito); etapa manege (estratégias de gestão da marca).

“O projeto quer fazer com que esta marca seja construída pela cidade. Vamos convencer as pessoas a participarem deste processo, pois uma marca precisa ser construída de dentro para fora”, lembrou o coordenador do LOGO, Luiz Salomão Ribas Gomes.

“Florianópolis está constituindo ações efetivas para o desenvolvimento do turismo na cidade. O Governo do Estado tem o prazer de participar deste momento e poder contribuir com o estudo da Marca Turística de Florianópolis. Este é um processo que conta com o envolvimento da população, é um passo importante para que todos tenham consciência que o turismo gera emprego, renda e fortalece outros setores”, avaliou o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello.

O resultado, ou seja, a Marca Turística de Florianópolis será conhecida em 2015, na Bienal Brasileira do Design, na Capital.

Fonte do texto: PMF

Autor: SETUR - Turismo
Clima
Ondas

Bela Floripa © 2013 - Todos os direitos reservados