Últimas Novidades

10/10/2014 02:23:34
Via Expressa: prefeito vai pedir apoio a Dilma
Projeto básico foi apresentado pelo DNIT/SC aos prefeitos de Florianópolis e de São José
Fonte da imagem: Petra Mafalda/PMF

O prefeito Cesar Souza Junior vai aproveitar a visita da Presidente da República, Dilma Rousseff, à Capital, no dia 17 de outubro, para buscar seu apoio ao projeto de ampliação da capacidade da Via Expressa. O projeto básico em fase final de elaboração foi apresentado na tarde desta quinta-feira (9) pela Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes em Santa Catarina (DNIT/SC) aos prefeitos de Florianópolis e de São José, Adeliana Dal Pont.

“O projeto é excelente, com soluções muito bem estudadas em pontos nevrálgicos da cidade. Não tem viés rodoviarista, mas humanizado”, comentou Cesar Junior ao parabenizar os técnicos do DNIT pelo projeto básico previsto para ser concluído ainda neste mês de outubro. O prefeito não tem dúvidas de que se trata da obra federal mais importante da Grande Florianópolis.

Na ocasião, o prefeito comprometeu-se a tomar as providências cabíveis para oficializar a anuência da Prefeitura Municipal quanto ao uso e ocupação do solo. A medida visa a respaldar o pedido de licença ambiental para a realização do projeto que o DNIT/SC fará junto à Fundação do Meio Ambiente (FATMA) nos próximos dias, para que possa realizar audiências públicas em Florianópolis e São José.

O órgão federal também trabalha com a previsão de dispor do projeto executivo até o mês de dezembro e de poder licitar a obra, orçada em torno de R$ 500 milhões, no primeiro trimestre de 2015.

Quadruplicação

“Temos que apresentar soluções que sejam adaptáveis depois para o futuro”, comentou o chefe da Área de Estudos, Projetos e Meio Ambiente do DNIT/SC, engenheiro Huri Alexandre Raimundo, deixando claro que, embora o projeto básico não contemple a conectividade da Via Expressa com a Ponte Hercílio Luz, por exemplo, obra complementar neste sentido já está sendo pensada.

Já entre as soluções projetadas para melhorar a mobilidade urbana da Via Expressa, pela qual passam 120 mil veículos por dia, estão ampliá-la de modo que contemple, em cada um dos sentidos, separados por um canteiro central: três faixas para veículos ladeadas de faixas de acostamento (que futuramente podem assegurar uma quarta faixa para veículos) e uma faixa exclusiva para ônibus. Além disso, está prevista uma via lateral expressa também separada da faixa de acostamento por canteiro, por sua vez ladeado de passeio para pedestre, ciclovia e faixa para dutos (serviços públicos).

“Não é uma simples quadruplicação da via. O projeto apresenta novos viadutos, acessos e vias marginais. É um projeto que vai mudar a história da nossa região”, festejou o prefeito de Florianópolis. “É grandioso no sentido de ser esperado há tanto tempo. Temos que resolver ampliar esta capacidade”, comentou o superintendente Regional do DNIT no Estado, Vissilar Pretto. “É um projeto audacioso que precisa ser discutido e, além disso, ser colocado em prática”, reforçou Pretto.

Fonte do texto: PMF

Autor: SEC - Comunicação
Clima
Ondas

Bela Floripa © 2013 - Todos os direitos reservados